Missão, Visão e Valores…

Missão

A Associação de Solidariedade Social Crescer Sem Risco tem a sua sede à Fajã da Areia, freguesia e concelho de São Vicente.

Tem como objetivos principais a proteção à infância e juventude através do acompanhamento e orientação educativa, social e protecção de crianças e jovens em perigo, nomeadamente, situações de abandono/absentismo escolar, exposição a modelos de comportamento desviante ou dependência de qualquer espécie, trabalhando a prevenção através da realização de actividades lúdico/recreativas, de promoção da cidadania, do diálogo intercultural, da promoção de hábitos de vida saudáveis e de intercâmbios ao nível regional, nacional e internacional, bem como, promoção da integração socioprofissional dos agregados familiares, através de formação profissional e inserção no mercado de trabalho.

Como objectivos secundários pretende promover a educação e formação das famílias organizando cursos básicos de formação adaptados às suas habilitações literárias, tais como: Educação Parental, Educação dos afectos, Educação Sexual, Gestão Doméstica; organização e dinamização de eventos culturais, sociais e desportivos; e recolha de donativos e participação em feiras e eventos específicos para angariação de fundos.

Para realização dos seus objectivos, a Instituição propõe-se criar, e manter as seguintes actividades:

a) Manutenção e desenvolvimento Centros de Acompanhamento Educativo;

b) Acompanhamento, orientação e encaminhamento para outras entidades e/ou serviços de acordo com o tipo de necessidades/problemáticas detectadas na população alvo (famílias);

c) Formação Profissional para Adultos;

d) Realização de parcerias nacionais e internacionais no âmbito do Programa Juventude em Acção. Realização de intercâmbios; promoção e divulgação do Serviço Voluntário Europeu; encontro com parceiros através dos Training Courses Program.

e) Desenvolvimento do atelier e dança com do grupo “Lets Dance CSR”

f) Desenvolvimento de Programas de Psicomotricidade destinado a crianças e jovens com necessidades especiais e suas famílias

g) Desenvolvimento de parcerias com o Parque Natural da Madeira e Casa do Voluntário.

Visão

Crescer sem risco é um percurso contínuo para uma cidadania plena.

Os jovens, enquanto principais actores do futuro, estão expostos, atualmente, a múltiplas vulnerabilidades. Nesta conformidade, é fundamental dirigir a nossa intervenção, não só para os jovens mas também para a família, agente primário de socialização, e para a comunidade, numa lógica de proximidade, de interacção entre os vários intervenientes neste processo. Procuramos, para tal, envolver todos os agentes sociais que no âmbito da sua acção desenvolvem actividades direccionadas para esta população alvo, no sentido, de em conjunto e em parceria, numa articulação plena, delinear a nossa intervenção com o objectivo de corresponder às expetativas e necessidades da sociedade/comunidade onde estamos inseridos.

A nossa intervenção consiste, também, em mostrar que fazemos parte de uma Europa, e para tal deveremos criar/reforçar os laços com outros países membros da União Europeia que se debatem com problemas semelhantes aos nossos, e através desta ligação adquirirmos novas ferramentas, através da partilha de conhecimentos, visando fortalecer a nossa ação.

Valores

SOLIDARIEDADE – Criar melhores condições aos que mais precisam;

SUBSIDARIEDADE – Decisão mais aproximada possível do nível de resposta aos problemas;

HONESTIDADE – Serviços prestados com base na transparência e seriedade;

EQUIDADE – Correção de assimetrias discriminativas sociais, raciais e sexuais na distribuição das respostas sociais;

CAPACIDADE DE COOPERAÇÃO – Envolvimento de todos os actores institucionais na identificação e construção de soluções adequadas para as questões sociais;

DISCRIMINAÇÃO POSITIVA – Orientação dos recursos para vulnerabilidades e grupos com vulnerabilidades específicas;

RESPONSABILIDADE SOCIAL – Procurar abranger várias valências dentro todos os problemas socioeconómicos sentidos no nosso País;

JUSTIÇA SOCIAL – Potencializar os serviços e a mentalidade de todos os envolvidos no processo para o equilíbrio de oportunidades económico-sociais.